April 03, 2006

livro de estilo

Quando iniciei este blog, nos idos de Janeiro, não me impus nenhuma regra em especial, excepto a da sua duração, que depende da minha despótica e arbitrária vontade. Tenho a vaga ideia de me ter comprometido então em não escrever sobre pessoas, trabalhos, situações ou objectos que me desagradassem até ao arrepio e dos quais tivesse garante de nunca mudar de ideias quanto à inutilidade ou prejuízo que pudessem trazer ao Universo.

No que respeita à segunda categoria, a do prejuízo, vou manter o firme propósito de não falar do novo ocupante do Palácio de Belém. Quanto às pessoas cujo trabalho é inútil, não consigo deixar de linkar a definição que o Afonso fez dos "livros" da MRP: inanidades parasitárias da literatura.

Porque me recuso a servir de veículo publicitário para as "obras" da autora, nem vou comentar a descabelada polémica, mas espero que a bruxaria se vire contra a bruxinha e que o livrito do JPG venda mais uns quantos exemplares à conta do reboliço.

3 comments:

dolphin.s said...

équé daquelas ocasiões em que até adoro o reboliço exagerado dos media eheheheheh

alex said...

é impressionante a capacidade que pessoas como a MRP têm para se cobrir de ridículo. :D

alex said...

também acho bem que não menciones esse assunto deprimente que é o ocupante do palácio de belém. :/