October 19, 2007

surprise, surprise, they wouldn't wanna watch

E porque raio andaste estes anos todos a seguir princípios e a defender o que acreditavas que os outros tinham direito? Achavas que eras o anjo da guarda deles? Achavas que podias ser duas coisas e escapar sempre ilesa, não era? Pensavas que podias cintilar e ornamentar a moral vigente. Que existia só uma e que vigorava. Tu ouves "música de intervenção" demais, pequena. Deixa os panfletos e cresce e deixa-te cair no suave egoísmo, na plácida distância. Paira transparente sobre as cabeças deles, aspira-lhes nos pescoços os odores abafados das carnes e deixa que ardam lentos nas fogueiras que atearam para os outros deles.

6 comments:

dolphin.s said...

fuck! :D

pennac said...

Não te preocupes, o tempo cura (quase) tudo...

menina-alice said...

Mas eu já não me preocupo. Agora já não me preocupo.

margarete said...

subscrevo a d.

João Lisboa said...

Bem, o teatro de guerra deve estar com um "body count" que faxavor...

Alice, se quiseres desabafar...

menina-alice said...

E estragar-nos o bom-humor? Nem pensar, obrigada. :D O body count começa amanhã. Mas paulatinamente, sem sobressaltos.