January 27, 2008

candeia que vai à frente...

O ex-chanceler social-democrata alemão Helmut Schmidt, de 89 anos, e a sua mulher Loki, de 88, foram ambos processados por autoridades policiais de Hamburgo após terem sido denunciados por uma organização de vigilância e pressão de não-fumadores – sim, parece que na Alemanha já há disto – que os acusa de terem fumado durante um acto público num teatro da cidade. De acordo com o El País, Schmidt foi operado por duas vezes devido a problemas cardíacos mas fuma sem parar cigarros mentolados e gaba-se mesmo de o fazer como um acto de desobediência civil e expressão da sua própria liberdade («eu só não fumo na igreja», declarou há dias). Loki Schmidt é um pouco mais diplomática e objectiva: «os médicos aconselham-nos a não deixar de fumar pois isso provocaria uma situação de stress para o nosso corpo».

daqui


Vai-se confirmando a condição idiota das minhas tentativas para manter o optimismo. Devemos estar já como os cordeiros, caminhando inexoravelmente para a confirmação de todas as distopias.

3 comments:

Espaço do João said...

Cagande ideia!!!E foi mesmo multado? Espero que em Portugal não aconteça como a lei do álcool. J.S.

Ana Cristina Leonardo said...

um amigo dizia-me há dias: "Dantes era viciado em cigarros, agora sou militante do fumo". e esta coisa do fumo se tornar num tema político e numa demonstração de desobediência civil é bem sinal dos tempos. caraças! é só um vício...

menina-alice said...

De uma maneira ou de outra, suponho que todos contribuímos para isto.