March 28, 2008

odeio

Que escreva tudo sem pontuação minimamente coerente. Que falhe quase sempre a concordância de género. Que use o copy+paste de forma idiota e preguiçosa. Que se esconda na ignorância mas depois sentencie como se soubesse do que fala. Que interprete sempre da forma mais sórdida e conveniente. Que nem saiba parecer inteligente. Que babe palavras de forma irresponsável e desorganizada só porque que alguém as alinha depois. Que pulverize tudo com a indigência jumenta que não poderia disfarçar ainda que quisesse.

É um exercício interessante, este de não rogar pragas viscerais no local de trabalho.

4 comments:

Scarlata said...

Fosga-se que sarna! Eu também estou em boa companhia estou... devemos estar a expiar alguma malefeita...

pennac said...

Eu sou assim-a-modos-que-mais-ou-menos o revisor oficial de relatórios, actas, etc, cá do sítio. Mas pedem-me com modos. E agradecem.

menina-alice said...

Repara que eu, ainda que tendo demorado uns bons 5 anos, já consegui introduzir essa nuance do "obrigado". Aliás, agora aprendeu e até enjoa (mas ultimamente aqui, tudo me enjoa). O problema é o resto que não aprende. Estás a ver a cena se ouvir uma palavra nova e depois usar no contexto errado e não ter 5 anos de idade?

Fónix, Chica! Achas que pode ser? Mandamos benzer esta merda?

menina limão said...

"Que nem saiba parecer inteligente." - coisa mais irritante em certas e determinadas pessoas.