March 06, 2008

wishful zen

Um dia vou conseguir ficar quase imóvel, plácida, impávida e sem sentimentos quando a minha vida se atrasar porque tem de passar uma camioneta cheia de grunhos que jogam à bola e que, em vez de saírem de casa ou lá da pqp de onde saiem, com antecedência para irem trabalhar - como eu e a maioria das pessoas fazemos- andam à queima, o que deduzo por se fazerem anunciar com batedores histéricos. Quando chegar esse dia, não me vou sentir corroer por um ódio homicida porque a generalidade das pessoas acha aceitável e normal ser mais importante a equipa do Benfica chegar ao estádio a tempo, que eu (e eles) chegar à escola do meu filho a horas e voltar para casa. O mínimo que posso ansiar é que o fenómeno desportivo que é o futebol profissional (ao contrário das outras modalidades, displicentemente apelidadas apenas de desporto) seja violenta, pública e rapidamente devorado pela corrupção que fundamenta e patrocina.

Pronto, salva alguma auto-censura que fiz intervir para não chocar a minha meia-dúzia de leitores, abri o meu coração. Faltaria só a parte em que desejaria sorte à equipa que não me atrapalhou a vida, mas sinceramente, para isso já consigo estar-me nas tintas.

10 comments:

dolphin.s said...

levanta-se e aplaude. quase te imaginava num palco, em elevado monólogo.

pqp tb todos os grunhos de merda que entopem o metro e tornam a viagem ainda mais respirável que o habitual.

pennac said...

Faltou-te um "i"...

menina-alice said...

E agora o sarilho que não vai ser tu dizeres-me onde está o "i"... :|

João Lisboa said...

"O mínimo que posso ansiar é que o fenómeno desportivo que é o futebol profissional (ao contrário das outras modalidades, displicentemente apelidadas apenas de desporto) seja violenta, pública e rapidamente devorado pela corrupção que fundamenta e patrocina."

É nestes momentos que apetece propor-te para derramar veneno em horário nobre em todos os canais de tv, rádio e blogaria em geral.

Só uma correcção: não é "fenómeno desportivo", é "indústria do showbizz chunga" do chuto. De desporto (ali e não só ali), há apenas uma vaga e distante memória.

Vá lá, ao menos levaram no focinho. Nem tudo foi mau. Confiemos que, daqui a uns meses, "a nossa selecção" também vá asinha à vida.

menina-alice said...

"É nestes momentos que apetece propor-te para derramar veneno em horário nobre"

Já te topo à légua, pá. Dizes isso a todas.

Perderam? Dás-me uma +/- boa notícia, sinto-me +/- vingada.

alex said...

junto-me ao coro de aplausos.

N. said...

não percebo porque raio gosto eu tanto de vocês, caramelos...:|

quero que saibam que por vezes fico sentada, deliciada, maravilhada a ver um jogo. Não há nada que possam dizer ou sentir que consiga mudar essa minha disposição aprazível.

sem amarguras: ide dar sangue e acalmai-vos. :p (acrescentaria que nada está perdido para o SLB, mas temo estragar-vos a boa disposição)

margarete said...

«não percebo porque raio gosto eu tanto de vocês, caramelos... :|»

tão linda de lábiozito raso! :D:D:D

dolphin.s said...

assim à distância de 300km da merda, quase que te compreendo.

gostaria de ver a mesma fleuma com dezenas de gajos aos saltos e a fazerem travar o metro no meio do túnel, ou a tua vida em stand-by por causa dos grunhos-lideres.

menina-alice said...

"não percebo porque raio gosto eu tanto de vocês, caramelos...:|"

Pá, quanto a eles não sei e acho que só pode ser por algum motivo mais místico ou por teimosia. Gostar de mim é normal, não tens de achar isso estranho, nem precisas de te sentir mal. Esquisito é não gostar, percebes? Com isso - se te acontecer - deves preocupar-te. Depois há aquelas pessoas que gostam demais e isso pode trazer-lhes dissabores, mas isso cura-se facilmente se vierem aborrecer-se aqui no blog.