April 07, 2008

o que é bom é para se ver



Oxford Comma

Vampire Weekend na Casa da Música

A primeira visita a Portugal dos Vampire Weekend já tem data marcada. É a 30 de Maio, com palco na Casa da Música.

no Sound + Vision


[certamente só não peregrinarei se não puder]

25 comments:

martalx said...

fui consultar um calendário e constatei que 3 de maio calha numa 6ª feira. a menos que tenha ordem de soltura do sítio dondéqueeutrabalho, 'tou a ver a minha peregrinação muito mal parada... acho que vou amuar o resto dia (e olha que diz quem me conhece que sou muito boa neste número - consigo ser bem insupotavelzinha)

martalx said...

como está bem de ver, queria dizer 30 e não 3 de maio... as minhas desculpas.

menina tóxica said...

notícia mais linda :)

menina-alice said...

Minha pequena lisboíta, existem três instrumentos poderosos para isso: as férias, as folgas e o sair cedo. Tu não me digas que não desenrascas um deles...

É que eu também já houve tempos em que fazia birras lendárias, verdadeiras obras de arte, capazes de dar novos mundos ao mundo no que respeita ao estudo das birras em ambiente social. Agora já não faço (quase). Meto férias, folgas ou então saio cedo. ;)

Baza beibe!

martalx said...

esse "baza beibe!" conquistou-me. dia 30 vou desembrulhar-me cá com uma pinta, que tu nem estás bem a ver.

António Pires said...

Olha que boa notícia :))

menina limão said...

o quê? são os Vampire Weekend que te trazem ao Porto? desgraça.

não me interpretes mal, eu vou e com entusiasmo. mas eles não são assim tão bons (por exemplo, das novas bandas de Brooklyn são os mais fracos, ainda que não sejam fracos) e há outras coisas bem mais imperdíveis a vir só ao Norte, como é o caso dos Kills. e eu ia falar na Scout Niblett, mas é verdade, ela vai à ZDB (tu não percas essa Deusa, mulher!).

os Vampire Weekend actuam na mesma noite dos Young Marble Giants. isso sim, é programar em grande.

ah e não me interpretes mal nisto também: fico radiante por saber que vens! será desta que te abraço? :)

Anonymous said...

Limão: acertaste em cheio. Os Vampire Weekend não só não têm muita graça como não têm gracinha nenhuma. Já a Scoutt. Uh la la.


JB

menina-alice said...

"esse "baza beibe!" conquistou-me"

Também te podias ter feito mais difícil, né? :D >:>

Limona, no teu post há duas coisas importantes:

Coisa 1: "os Vampire Weekend actuam na mesma noite dos Young Marble Giants"

Eu não sabia isso dos YMG! Vou ter de investigar thoroughly.

Mau humor, hein, JB?
Coisa 2: "será desta que te abraço?"

Uma coisa é certa: abraçaremos, seja por que causa for.

Nota porém que, apesar de o nome Kills não me ser estranho (ao contrário da Scout Niblett, de que "ouço" o nome em estreia), não estou muito bem a ver quem sejam. Vou já youtubar os 2.

Oh Jóbê, tu não gostas de vampiros?!

martalx said...

ó limão, quando é que a niblett toca no norte? é porque na zdb é precisamente no mesmo dia que os vampiros na casa da música... (e olha que no que toca a entusiasmos, acho que é possível conciiar vampiros e scout)

menina limão said...

Bom, Alice, acho criminoso não conheceres The Kills, mas às tantas não és muito virada para as rockalhadas. De qualquer modo, já lançaram 3 álbuns, todos muitos bons, e o mais recente "Midnight Boom" entra directamente para os melhores do ano, mesmo estando nós no início do mesmo.

martalx, a Scout toca dia 29 de Maio no Mercado Negro, em Aveiro. É o único local no Norte onde ela tocará, antes de ir à ZDB. Depois, segue para o Primavera Sound. É muito provável que seja uma oportunidade única de vê-la por cá. Podes consultar aqui o cartaz: http://www.mercadonegro-aveiro.blogspot.com/ (é o sétimo, fazendo scroll).

Mais...custa 7 euros e podes fazer a reserva para mercadonegro.correio@gmail.com (já não há muitos bilhetes).


Alice, a Scout é uma das minhas maiores adorações há anos, é uma das minhas mulheres, passo as músicas dela desde a minha primeira sessão como "DJ", quer nas noites calmas, quer nas noites aceleradas, por isso foi com histeria que recebi a notícia e é ainda muito estranho pensar que ela vem cá.

abracinho :)

Anonymous said...

Limão, ela já veio a Portugal, exactamente quando tinha 13 anos, com a mãe, visitar o namorado português que tinha regressado com os pais a Portugal.

Devo realçar que ela considera isto da maior importância, visto ter começado aí o seu longo e tortuoso caminho de tropeção amoroso.

Alice: não, não gramo dos Vampiros. Nesse mômâm só gramo da Scout.

Eternamente vosso, isto se os deuses assim quiserem, nomeadamente os do reumático,

Geremiaz, o foga da lei.

Anonymous said...

É Geguemiaz, e não Geremiaz. Não sei dizêgue os égues.

Geguemiaz.

menina limão said...
This comment has been removed by the author.
menina limão said...

Não sei se gosto dessa históguia, ó Geguemiaz, pogueque se eu já temia que a Scout viesse dague agues da sua bipolaguidade, calhando-nos o lado mau, agoga temo ainda mais que ela se vingue do passado toguetuoso.

De qualquegue foguema, ó Geguemiaz, a mim pouco me adianta se ela volta cá mais 50 vezes pogue causa dos nossos homens (que são tão bons e bem meguecem), vê-la tocague é que continuagá a segue uma opoguetunidade única.

menina limão, em solidaguiedade paga com aqueles que não sabem dizegue os égues.

Pedro said...

Os Vampiros são divertidos, os Kills são chatos, a Scout está no disco por causa do JB mas ainda não a desouvi.

Alice, está no disco, são duas ou três pastas.

menina limão said...

Dizer que os Kills são chatos é o mesmo que dizer que o sexo é chato.

(não sei se estás a perceber a gravidade da coisa)

margarete said...

:D não conseguem dizêgue os égues!!! :D


("Alice, está no disco, são duas ou três pastas." este pormenor é muita lindo)

Pedro said...

Isso agora ó Menina (Limão)... isso agora.
O sexo é como qualquer outra convicção. Cada qual faz dele o que quer ou o que pode.
Os Kills são chatos, os The Kills que isto de dizer sem o The ainda irrita os rapazes. Mas se dão prazer a muita gente que ponham os pés por cá e eu não me chateio minimamente. :D

Anonymous said...

Ó Pêdgo, no pguesente contexto dizêgue "se dão pgazegue a muita gente que ponham os pés pugue cá" pode sêgue mal integpguetado. Eu explico assim que encontgague uma cassete minha com a Maggaguida, cigca 19 e oitenta e quatgo.

Geguemiaz.

PS: Abgaço, Limão.

menina-alice said...

"e eu ia falar na Scout Niblett, mas é verdade, ela vai à ZDB (tu não percas essa Deusa, mulher!)."

Já te topei o esquema, limão. Cena como a da gaja dos gatos, mas em bom. Se calhar vou ver, vou. A gaja dos gajos entedia-me de morte... Mas é mais gaja. Muito indie também, mas mais gaja.

(nãom podes dizer que não investigo, crl!)

menina limão said...

Suponho que a gaja dos gatos seja a Cat Power, mas de resto escapa-me (aqui sim) o teu "esquema". A não ser que me acuses de gostar de mostrar coisas boas aos amigos, o que não andará longe da verdade. Lembro-me de te dizer que o melhor da Cat Power já tinha uns anos e de te aconselhar ouvir o álbum "You Are Free". Se depois disso, a gata te continuasse indiferente, não seria grande surpresa, uma vez que não tens coração (cof cof cof). Com a Scout acontece mais ou menos o mesmo, mas apesar de eu continuar a achar que o primeiro álbum é o melhor, não há um único que não adore. Começa pelo Sweet Heart Fever e depois passa para o I Am, vais ter umas quantas surpresas. (mas que não te escape o último, que tem as impressões digitais (mas talvez sejam mais analógicas) do Bonnie 'Prince' Billy). A Scout é capaz da maior doçura e dos maiores passanços. A Cat é mais constante no registo. Já em concerto, nunca vi nenhuma, mas como a Cat fez o que fez há uns anos no Porto e o ano passado deu, ao que consta, um concerto muito fraco, em que só tocou uma música do You Are Free, tenho medo de ir vê-la pela primeira vez e das três uma: 1.estar bêbada, como há uns anos; 2. estar demasiado "alegre" a cantar as suas músicas pouco alegres (tipo registo-nada-a-ver), acompanhada por uma banda de merda, como o ano passado; 3.tocar praticamente só músicas do último álbum, que ainda não me convenceu. Eu disse das três uma? Não necessariamente, pode haver uma combinação de duas ou de todas estas hipóteses. Enfim, irei vê-la a medo. Já a Scout só tenho medo que seja louca no contacto pessoal (porque eu, cof cof cof, vou ter contacto pessoal com a mulher, cof cof cof), porque em concerto, pelo que sei e pelo que já vi no tubinho, vai ser do melhor.

Conclusão do testamento: não posso concordar com a palavra "esquema", porque não beneficio da tua ida a qualquer um dos concertos, no máximo ficaria muito contente por saber que mais uma pessoa se renderia a alguma das minhas Deusas.

E com isto me despeço com um beijinho de boa noite à Alice e um abgaço e um bagaço com limão ao Geguemiaz.

menina limão said...

ah. quase me esquecia: Alicina, com gata ou sem gata, com escuteira ou sem escuteira, eu continuarei a beijar o chão que tu pisas. i lamb you.


(mas vê lá se não abusas)

menina-alice said...

Mas se eu até disse que gostava... E só ouvi esse album com o Bonnie Prince. Mau feitio, hein?

E reafirmo, lembra-me a a Cat Power (ontem não o disse porque estava a brincar contigo, como pensei que se percebesse), mas em fixe e lembra-me a PJ. Que é como quem diz, se tiver Che-sitting fácil, irei decerto ver oconcerto da tua Deusa.

Beijinhos de bom Sábado.

menina limão said...

desculpa, alicina, não foi minha intenção ser agressiva. reli o meu comentário e, tens razão, dou essa impressão. mas é errada! je t'aime, mai lób!

(e eu tinha percebido o teu comentário)