May 28, 2008

o lado onde dói mais



For the crew that has just finished filming the movie version of “The Road” — a joint production of 2929 and Bob Weinstein’s Dimension Films, set to open in November — that meant an upending of the usual rules of making a movie on location. Bad weather was good and good weather bad. “A little fog, a little drizzle — those are the good days,” Mark Forker, the movie’s director of special effects, remarked one morning in late April while the crew was shooting some of the final scenes in the book on a stretch of scraggly duneland by the shore of Lake Erie here. “Today is a bad day,” he added, shaking his head and squinting.


(...)

Mais sobre as filmagens do The Road no The New York Times.

O misto de angústia e curiosidade ansiosas sempre que um livro essencial é passado para o cinema.


Obrigada pelo artigo, zeeba bear.



5 comments:

c said...

por acaso, nos dias a seguir a ler o livro, dava por mim a pensar em cenários imagéticos possíveis no meu quotidiano.

alex said...

pode parecer estranho, mas para já não me apetece ver o filme. suponho que seja porque ainda tenho as minhas próprias imagens do livro muito presentes.

saturnine said...

quero tanto tanto tanto ver isso. desejo-o desde que acabei a última página e soube que já estava o filme em produção. damn. :|

pausa said...

Isto é daquelas coisas inevitáveis, nunca vai correr bem. Ou saio do cinema irritadissimo porque achei o filme uma merda ou saio de lá arrasado :S

margarete said...

... e no entanto temos a certeza de que vamos vê-lo