May 09, 2008

air drum





Nada me demove de acreditar que o meu cérebro dá ordens contraditórias aos dois hemisférios do meu corpo, com o exclusivo propósito de se distrair do aborrecimento que há-de grassar pelas suas redondezas. No liceu, nas aulas de educação física, a gracinha era ainda mais evidente, o que me dificultava sobremaneira o ofício da adolescência. Crescendo, fui encontrando rotinas que me permitiram ludibriar temporariamente o bicho e, suponho eu, estarei, nestes tempos, no auge da minha coordenação motora, mas muito graças a ter praticado yoga. Já a motricidade fina, não obstante episódicas melhorias, não evoluiu grande coisa desde os meus 6 anos e é a esse permanente estado de pré-falência que deverá atribuir-se, por exemplo, o facto de eu não tocar nenhum instrumento musical.

Dito isto, concluirá o leitor facilmente que o Universo se me apresenta como um desafio permanente e, de algum modo, injusto ou, pelo menos, desproporcionado. O Boxer, dos National, por exemplo, na parte da bateria, já granjeou a pessoas bem próximas de mim e algo falhas de compreensão para com as limitações do seu semelhante, momentos de infinita e repetida (até à minha exaustão) diversão. Só que, como nos filmes do Walt Disney, a preserverança consegue tudo e hoje de manhã, em ensaios para Domingo, descobri que já consigo fazer o air drum do Mistaken for Strangers quase de uma pontinha à outra...

Eat your heart out!


photo Zoran Orlic

Mais dos National do mesmo autor.

(certas pessoas, para seu bem, nem devem ver o resto das fotos)

(aliás, eu nem clicava, derivado de poder ter consequências)

(não estou a brincar! não cliquem!)

26 comments:

dolphin.s said...

F*D*-S*!!!!!

isto não se faz...... não se faz......

lisabel said...

Eu fiz scroll down muito rápido, só vi uma mancha a preto e branco assim muito de relance, antes de me concentrar nas letras. A sério. Estou em contenção de energias e gestão de expectativas.

: p

alicinha said...

Vocezes as ambas são muito cromas, pá! Só dói se quiserem. São pessoas ómanas. Pode correr bem, pode correr mal, mas vai saber bem estarmos a contaminar-nos com a proximidade daqueles ADN's que tanto amamos. :)

ex(?)-ícone indie said...

derivado de ter clicado, ia tendo um chilique. controlei-me e pus a página nos favoritos, que não posso ficar fraquinha até domingo. depois da missa, cedo a todojosprazeres, ai pois que cedo.

escuta said...

Vocês drogam-se um bocado violentamente não é. Ainda hoje é sexta, imagino o resto do fim de semana.

Quanto ao air drumming alicinha, não perdes pela demora >:>

lisabel said...

Mas eu tenho andado (estranhamente) calma, senhor da escuta. Não estava era à espera de me deparar com este espectáculo fotográfico aqui escarrapachado (oops, ao escrever este post denuncio a minha segunda visita ao blogue em pouco tempo) :D

ex(?)-ícone indie said...

faço minhas as palavras da lisabel. também estava bem calma, metida na minha vidinha (é verdade que com uma dieta à base de national nos últimos 3 dias, mas fora isso...), até chegar aqui à teia e escarrapachar ojolhos na surpresa. e pô, uma alface não é de ferro: chiliquei. mas estou lentamente a recuperar forças, e a preparar-me para domingo.

escuta said...

Eu devia ter comprado também um bilhete para as doutorais para assistir aos fanicos e à lingerie atirada pelo ar.

>:>

alicinha said...

Nós não vamos levar lingerie... >:>


[tão fácil isto agora...] >:>

escuta said...

Mais razão de dás, é que Matt só há um, tanta fã para consolar depois. >:>

alicinha said...

As fãs vão estar consoladinhas, deixa. E ele também, que eu estou a pensar levar-lhe um destes pacotinhos de gressinos de azeitona preta, à laia da prenda do rancho folclórico.

rui g said...

Falar tanto dos The National a quem não pode ir, é muita maldade...

dolphin.s said...

inveja há-des ter e muita, oh gajo das escutas.

João Lisboa said...

"em ensaios para Domingo, descobri que já consigo fazer o air drum do Mistaken for Strangers quase de uma pontinha à outra..."

Ooooooh!... Que Júpiter nos proteja!!!...

Anonymous said...

Eu acho que tudo isto é piada à minha semelhança facial com o bateguista dos Nacionais.

Geguemiaz

Anonymous said...

Semelhança que é aliás e pegfeitamente relativamente muito falsa, em notando que je sou muito mais jolie, assim me diz minha mãezinha e que ninguém a contgadiga cagalho.

Geguemiaz.

Anonymous said...

já agoga, de quem são as maminhas naquele blogue de fotoggafias do senhogue simpático.

Só pog cuguiosidade, clago.

Geguemiaz.

Anonymous said...

o senhogue do ponto de escuta fez-me gueouvigue o 'gâguele fgom the nogueth countguy'. já não quego sabegue dos nacionais, voltu ao dylan.

beijinhos e abgaços, quando me virem com as baquetas na mão, digam-me adeus.

Geguemiaz.

lisabel said...

O baterista é mais feio do que o Geguemiaz : >

Ainda estou meia tola e tenho de escrever (e os meus vizinhos estão a discutir alto).

Beijos e abraços.

alicinha said...

Eu estou que nem posso! Mas também posso afirmar que o gajo da bateria é mais feio. Mas também, o Gue é um homem muito bonito.

Pedro said...

Eu gostei :>

(isto de poder assinar de várias formas é fixe)

dolphin.s said...

e que consoladinhas sairam as fans!!!

escuta said...

Mas voltando atgás caro Gegue. Aquela canção do Noght County é bem boa oh bem que sim, já de fotos não pegcebo um boi, nada de nada. >:)

menina limão said...

O Geguemiaz não é nada parecido com o baterista. Pfffffff.

Mitos urbanos para enganar as jovenzinhas inocentes, é o que é! A mim nunca me enganaste. la la la

Anonymous said...

eu sou muito mais gigo que o bateguista as pessoas é k são mentigosas limão não posso dizegue de outga fogma as pessoas são mentigosas

geguemiaz

menina limão said...

Então, ó Geguemiaz, se és mais giro que o baterista...não te convém muito dizer que és parecido com ele, pois não?

>:>