May 24, 2008

William says, 41

Pai, podemos votar na Ucrânia?


4 comments:

Espaço do João said...

Esse miúdo ainda não tem idade para votar, no entanto já entende muita coisa. De certeza que vos vai comer as papas na cabeça.

João Lisboa said...

Eu sabia que uma simples chamada de atenção, um discreto reparo relativamente a certos e determinados desvios da justa via, numa camarada com provas sobejamente dadas, seriam muito mais do que o suficiente para que ela se apercebesse da sua momentânea e facilmente corrigível desatenção.

ABKHAZIA E TRANSNÍTRIA, A MESMA LUTA!

... só vi parte da meia-final do eurocoiso: pareceu-me muito fraquinho, quase desesperantemente sóbrio, muito aquém das suas maiores glórias kitsch. Só me entusiasmaram os 10 segundos que vi da Letónia - uma muito feliz combinação de estética pirata-das-Caraíbas e ciganagem on acid - e os outros 10 segundos das catraias da República Checa que, a esta hora, já devem todas ter contrato para os próximos meses como centerfolds da Playboy. Mas não sei se passaram à final ou não nem se já foi a final hoje.

O que vi deixou-me triste e desanimado o que, a juntar aquilo que se sabe do mundo e da pátria, me faz olhar pela janela para a linha do comboio com um pequeno impulso autodestrutivo. Se não acontecer qualquer coisinha mais trepidante nas directas do PSD, não respondo pelos meus actos.

Ali said...

Foi xoxito, tens razão. Para além dos piratas, havia uma cena Matrix, mas afinal era assim porque a moça era ceguinha e boazinha, mas que teve ali um intrigante momento Luís de Matos, isso teve. Restavam as moças da Grécia e da Ucrânia, podres de boas.

Não desanimes, camarada. A causa precisa de ti. Não te esqueças que o colectivo é mais importante que o indivudual e tu és uma peça-chave no movimento, como aliás aqui bem demonstraste, ao segurar-me no braço e retornar-me para o caminho certo. Esstaremos lado a lado com os outros camaradas, contra o desbragar populista do ludopédio.

c said...

ouvi dizer que as gajas boas animaram aquilo.