September 13, 2008

como é possível eu ter gostado tanto disto?...



Será a Dancing Queen que existe dentro de todos nós?

6 comments:

rui g said...

Todos passamos por momentos destes. Quando a razão volta, é preciso olhar para eles com uma certa condescendência. Mas as canções dos Abba são óptimas.

João Lisboa said...

Só prova que és uma mocinha sensível aos cantos das sereias kitsch. O que faz de ti, sem dúvida, uma pessoa melhor.

menina alice said...

Mas eu bem sei que as canções dos ABBA são óptimas. Agora ter gostado da cantoria e do bailarico for give it that sstraw é que me leva a novos mundos. Vou tentar continuar a acreditar que isto é só do amor aos ABBA.

ícone indie said...

o amor aojabba ajuda, mas aqueles gajos a divertirem-se à brava no ecrã são contagiantes. confessa lá: não cantaste a plenos pulmões? o teu rabinho não se mexia furiosamente na cadeira? não desejaste que a sessão fosse de sing-a-long e que a sala inteira se levantasse e todos cantassem juntos e muito afinados "you are the dancing queen, young and sweet, only seventeen!!!!"? vá, vá, tira os esqueletos do armário e diz ao mundo: fiz as pazes com os musicais.

menina alice said...

portantoS, não sei, mas estou titubeante p'ra xuxu. e, para além de tudo o que tu enumeraste (o singalong afinadinho, o "rabinho" - sim, sim notei com agrado que não escreveste "pandeiro" ou grande nalguedo" - bailador), quase batia palmas no fim, não fosse eu uma control freak e uma maestrina do cool.

ícone indie said...

tenho o maior dos respeitos pelo teu (repara novamente na delicadeza do trato)traseiro. nunca o insultaria com esses impropérios, alicinha.