January 26, 2006

desilusão do dia: os sapatos

Os sapatos. Os sapatos avariaram-se. Fui à sapataria devolvê-los. Prometeram que vão tentar reparar, mas ainda leva uns 15 dias. A menina brasileira que os vendeu, e hoje partilhou o meu pesar, escreveu no talão: "A senhora tem urgência nos sapatos. Comprou-os há dois dias e já descolaram". Recuso habituar-me a isto de me chamarem senhora. Sou como os amigos dos meus pais, não acredito que cresci e que não posso fazer uma birra porque os meus sapatos novos se estragaram...

19 comments:

Dr. Scepticu said...

Eu avisei.

menina-alice said...

Vou perseguir-te até à última geração. Aguarda-me!

Ana Alves said...

LOL!

O riso é do vosso diálogo imbecil.

Vinha aqui lamentar pelos teus sapatos, Alice, e dizer-te que podes fazer birras!

Dr. Scepticu said...

Mas vais perseguir-me descalça, pelos vistos... >:>

margarete said...

DR Scepticu! leva tau tau!


menina-alice, isso foi mm azar, ou então é por serem de sola de couro...

menina-alice said...

Obrigada pela vossa solidariedade neste momento difícil, jovens. E a ti Ana, tb pela autorização. Usá-la-ei bem.

Scepticu! Ao meu gabinete, sff. E traz-me outro café. Normal! Não gosto de banheiras!

Dr. Scepticu said...

Não preferes que te leve um par de sapatos? >:>

Dr. Scepticu said...

Não lhe dêem forças, pá. Vocês mimam-na muito. Nos vossos blogs, em comentários a posts com 3 meses, estavam todas a falar mal dos sapatos dela. Aqui são muito amiguinhas. Falsas.

menina-alice said...

Esse café, scepticu? Vem ou não vem?

Aiiiiiiiiiiii!...

dolphin.s said...

empresto-te as botas e podes pedir-lhe o café com outras maneiras ):-D

Anonymous said...

isso foi praga do scepticu!
só porque tem umas botas fatelas em vez duns sapatos fixes como os teus

margem

Anonymous said...

Compreendo. Eu fico super contente porque ainda me chamam menina. Mas de vez em quando já começam a aparecer umas adolescentes a estragarem-me o dia. Lamento os sapatos. Sempre - mesmo desde sempre - que quero ter uns sapatos desses. Quando era jovem a minha mãe não tinha dinheiro para os comprar. Sempre que os vejo - numa loja ou nos pés de alguém - fico com vontade de comprar uns.

Orlando

menina-alice said...

Foi, não foi, margem? Também me pareceu. Eu fiquei a pensar que era castigo divino, por me ter gabado aqui, mas depois conclui que uma punição tão mixuruca só podia vir de uma ave de capoeira incompetente.


Olá, Orlando! \o/ Bons olhos te leiam! Aparece muitas vezes, menina, se te apetecer. E quando puderes, vais ter de comprar os sapatitos, vais! ;) Há vontades que temos de acabar por nos fazer.

Dolphin! Manda a botifarra porque o café ainda não apareceu!

Dr. Scepticu said...

Um café com muito açucar para a senhora descalça da mesa 5!

(se vissem as minhas botas tinham mais respeito)

menina-alice said...

Diz ele mirando as botas e enchendo o peitinho... Eu ponho o açucar no meu café!

Dr. Scepticu said...

Peito de galo? Tu tem cuidado, ó menina-descalça.

Anonymous said...

ela disse «enchendo o peitinho».
peito de galo, tu o disseste, scepticus!

margem

Dr. Scepticu said...

Ela disse-o com esse sentido. Conheço-a bem. Fui eu que a treinei.

menina-alice said...

>:>

Tu é que disseste. Eu não fui...