June 15, 2006

luz

A mente é a máquina do movimento perpétuo. Nunca estamos livres de nada. A nossa mente está nas mãos de tudo.

Philip Roth, in Teatro de Sabath

13 comments:

margarete said...

Mr Roth...


muito bonito este post, minha menina-alice

***

Burrita said...

Alô!
Gostei..do que Li e do que Vi...
Espero que não te importes...
B'inhos

menina-alice said...

Estragas-me com mimos, margareta! ;)

Que leias e que vejas? Claro que não, Paulita. É um prazer saber-te por estes lados. Volta.

Dr. Scepticu said...

Também posso ver, Alice? :]

menina-alice said...

Sim, Dr., mas com ojólhos do coração. :P

Ana Alves said...

Que foto! É tão a minha onda esta foto. Tão o que eu quero fazer quando souber mais. Fogo.

menina-alice said...

É uma luz do caraças! Quando a vi pensei logo: Quero!

menina-alice said...

E a verdade é que já deves ter um "estilo" ou pelo menos um "gosto identificável" porque acho que também pensei em ti qunado vi a foto.

margem said...

não sei se interpreto bem, mas 'lendo' texto e imagem, vejo as palavras a figura humana, sentada, pequena, feita sobra, face à grandeza e luminosidade do que a circunda a representação das palavras «A nossa mente está nas mãos de tudo»...

a luz é linda, sim! as folhas verdes de luz :)

Dr. Scepticu said...

Está tudo mal, margem. Tenta outra vez.

menina-alice said...

Não lhe ligues, margem. É como escreveste. Ele não percebeu outra vez...

margem said...

obrigada, Alice :)

mas o dr. tem alguma razão, a frase está mal escrita, um caos... sorry, eu corrijo:
(...)'lendo' texto e imagem, vejo na figura humana, sentada, pequena, feita sombra, face à grandeza e luminosidade do que a circunda, a representação das palavras «A nossa mente está nas mãos de tudo»...

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.