May 22, 2007

navegar, navegar

farol

Os barcos, esses, ao menos têm uma luz que os guia e impede de dar com os bordos na pedra.

Os faróis vêm sempre aquele vento todo à volta, ar que parece que não acaba, mar furibundo, penhascos de vertigens tentadoras e céu. Mais nada. Sente-se a solidão a passar e de ficar. Creio que foi ao Miguel Sousa Tavares que li que toda a gente devia passar algum tempo numa prisão. Eu acho que devia ser num farol.

4 comments:

alex said...

passar algum tempo num farol deve ser magnífico, com o mar à volta a rugir.

dolphin.s said...

e o que me apetecia aquela luz naquelas paredes.......

esta foto aquece-me sempre :)
inveja......

menina-alice said...

:)

Encostadinha, a deixares-te escorregar até ficar sentadinhs, né? :D

dolphin.s said...

só de pensar nisso com o tempo de hoje, até tenho vontade de chorar....