June 24, 2007

confesso porém...

Que estive sempre à espera disto:



O Pastorinho, Amélia Muge

No meio do campo
'Tava um pastorinho
Descansava o espanto
Todo deitadinho

Todo deitadinho
Nem p'ró céu olhava
O que é que ele via
A ninguém contava

A ninguém contava
A ninguém dizia
Vinha sol ou sombra
Tanto lhe fazia

Tanto lhe fazia
'Tava deitadinho
Num colchão às riscas
Todo arrumadinho

Todo arrumadinho
'Inda hoje lá está
E não diz quem é
Nem p'ra onde irá

Nem p'ra onde irá
Nem p'ra onde iria
Se o colchão pudesse
Voar alto um dia

Voar alto um dia
Se o colchão pudesse
Voar como a abelha
Aos ésses e ésses

Aos ésses e ésses
Se o colchão voasse
No meio do céu
Ele adormecesse

Ele adormecesse
Todo arrumadinho
E ninguém i visse
Dentro do seu ninho

Dentro do seu ninho
Não dava nas vistas
Quem de longe o visse
Via uma núvem às riscas

Todos os Dias, 1994

2 comments:

Isobel said...

É excelente, este tema de Amélia Muge.. comprei o álbum depois de ter descoberto como se chamava a música - que tinha ouvido há anos no Acontece.
Amélia Muge é tão lindo...

menina-alice said...

É linda, é. :) Eu sou muito fona.