October 13, 2007

em nome de Maria

Na sua opinião, uma mulher que é agredida pelo marido deve manter o casamento ou divorciar-se?
Depende do grau da agressão.
O que é isso do grau da agressão?
Há o indivíduo que bate na mulher todas as semanas e há o indivíduo que dá um soco na mulher de três em três anos.
Então reformulo a questão: agressões pontuais justificam um divórcio?
Eu, pelo menos, se estivesse na parte da mulher que tivesse um marido que a amava verdadeiramente no resto do tempo, achava que não.

Reitor do Santuário de Fátima, Luciano Guerra, entrevista ao DN

O monsenhor..., sempre ao lado dos pobres de Cristo, mas com critério, que lá por sermos padres, não deixamos de ter uma perspectiva macro.


(citação jornalístico-religiosa furtada ao Sr. manUel aqui do lado)

7 comments:

menina limão said...

(...)

eu diria que são coisas do demo!

JB said...

É arrear-lhes quando arrebitam cachimbo, catano. Mulher minha leva todas as semanas. Às vezes mais que uma vez por dia.

JB said...

Sim, querida, já vou fazer o cházinho. Só um bocadinho, sim? Vá lá, querida, estou só ler o Times no computador. Oh quer

João Lisboa said...

Morde o pó, herege!

http://lishbuna.blogspot.com/2007/10/moda-linha-ftima-teen-outonoinverno.html

maria m. said...

:o
:( !

(o sr. jb parece amar a mulher «verdadeiramente no resto do tempo».
eu diria: que felizarda ela!...lol)

JB said...

Muito bonita, essa mensagem que nos deixas, caro João. Que forma dulce e serena de encaminhar as ovelhas tresmalhadas para a estética do Senhor.
Cara Maria: pois que tem sorte, sim, senhor. Ainda há pouco lhe dizia - sim querida?, já vou querida, é só mais um boc

Espaço do João said...

A mulher ideal deve ser como o ferro:- bem aquecida e bem malhada para ser bem moldada. J.S.